Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

    Olá!
    A alguns meses eu comprei um painel de Polo Classic 2001 como o da foto abaixo para adaptar no meu fusca como muitos tem feito por aí, mas não tem documentado como fizeram tal adaptação.



    Eu consegui um programa chamado Elsa Win, para ver a pinagem do referido painel, e consegui os esquemas anexos abaixo.
    Para conectar o painel, usei um cabo de dados de driver de disquete, que possui 36 pinos. O painel possui conectores com 32 pinos! Tive que gastar um pouco o conector do cabo do driver de disquete para poder caber nos conectores do painel. Ficou bom! Deu contato direitinho!
    Como vocês poderão ver nos anexos abaixo, o pino 1 do conector azul é a alimentação do painel. Ligando este pino ao positivo da bateria e o pino 9 (também o 7 e o 24) no negativo, o painel liga. O que eu consegui fazer funcionar até agora foram alguns leds. Ligando o pino 2 no positivo, o pisca direito ascende. O 18 liga o esquerdo. O 2 e o 18 é fácil é só pegar o fio que alimenta os piscas e ligar neles que funcionará!
    Quando o painel é ligado, a luz do Airbag fica acesa e depois de um tempo a luz de alerta da temperatura começa a piscar. Para apagar a luz do AirBag, é só aterrar o pino 6. A luz de alerta da temperatura que fica piscando eu não consegui achar uma maneira de desligá-la. A luz do freio de mão, liga se você aterrar o pino 29 (todos estes que falei até agora são do conector azul). O pino 12 azul se aterrado liga a luz de aviso do alternador. Outros pinos que ligam aterrando-os, são o 16 azul da tampa do porta malas aberta, o 32 azul liga o aviso da ignição eletrônica e o 15 do conector verde liga o aviso EPC.
    Os pinos que, ligando-os ao positivo, ascendem LEDs são, além dos piscas, o 14 azul (luz de neblina traseira), o 17 azul (luz alta). O pino 20 azul aciona a iluminação no painel se energizado positivamente, e o pino 23 azul alimenta o relógio quando o painel está desligado.
    O pino 11 azul quando energizado faz o ponteiro do tacômetro se mexer. o Pino 28 azul quando aterrado, faz o ponteiro do velocímetro se mexer.
    Os outros pinos não surtem nenhuma reação nem quando energizados, ou aterrados!!!
    O que eu gostaria de saber é se alguém saberia como fazer a luz de alerta da temperatura parar de piscar, como fazer para os ponteiros do nível de combustível e temperatura da água se mexerem e como fazer a correta ligação para medir velocidade e rotação, além de saber se há como alterar a kilometragem já registrada e calibrar o velocímetro para dar a velocidade corretamente e como fazer para os outros LEDs ligarem!
    Obrigado!

    Arquivos:
    https://docs.google.com/viewer?a=v&p...thkey=CIfi5ssO
    https://docs.google.com/viewer?a=v&p...thkey=CNr4gIsJ
    https://docs.google.com/viewer?a=v&p...thkey=CMnA9M0N
    https://docs.google.com/viewer?a=v&p...thkey=CJ2F8JgM
    https://docs.google.com/viewer?a=v&p...thkey=CNCnra8O
    https://docs.google.com/viewer?a=v&p...thkey=CP-u9NMP
    Arquivos Anexos
    Last edited by glcallegari; 29-02-2016, 01:17 PM. Razão: Troquei a foto, pois a antiga espirou!
    São João do Polêsine - RS
    4ª Colônia de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul

  • #2
    Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

    Bom amigo nunca fiz esta adaptação, mas é o seguinte: ponteiro do combustivel e temperatura de água ambos tem um positivo constante, o que faz a leitura de ambos é um negativo enviados pelos sensores, para fazer um teste use um sensor de temperatura aquecendo com um isqueiro ou água fervente,somente com o sinal do sensor o ponteiro ira se mexer.
    Contagiros(rotação): um positivo , um terra e um massa, positivo pós chave, terra lataria , massa negativo da bobina ou pino que falta um fio na caixinha de ignição, geralmente o pino 6 da caixinha.
    luz de temperatura deve apagar quando o velocimetro receber a leitura do sensor de temperatura e o ponteiro estiver marcando, ou quando estiver conectado a cebolinha do óleo .
    Velocimetro: se for leitor digital vai ter que usar o sensor original de velocidade , para calibra só em casa de conserto de velocimetro que tambem pode conseguir adaptar um sensor para a aleitura de velocidade, a kilometragem é o mesmo caso,porem já ouvi dizer que não se volta o Km e sim se queima algus leds para não aparecer o km real.

    Espero ter ajudado boa sorte, quando concluir a instalação posta ai para a gente ok
    Digão Osasco S.P

    Para que Aviões e Helicopteros se Podemos Voar Baixo!!!!!!!!!!

    Comment


    • #3
      Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

      Eu não consegui nenhum sensor ainda, mas você me deu uma idéia para testar os ponteiros da temperatura e da gasolina! O pino 5 é o positivo da gasolina, e o pino 8 é o positivo da temperatura! Ligando um potenciômetro entre esses pinos e o terra de sensores (pino 7) fiz com que os ponteiros da gasolina e da temperatura se mexessem. Mas eu creio que a resistência do ptenciômetro que usei não era muito adequada (até 100k ohm)! Pois mexeu e logo voltou para o começo da escala! O aviso que fica piscando é do nível do líquido de arrefecimento (ítem 6 do arquivo Polo classic 2k Warning lamp symbols in dash panel insert.pdf), que é o pino 22, mas aterrando ou colocando uma tensão positiva nele ele não parou de piscar!!!
      Pelo que percebo, o sensor de temperatura deve ser um PT100, ou algo parecido, pois é um sensor que altera a resistência conforme a temperatura! Os do tipo PT100, medem 100k ohm a 0°C e a resistência vai aumentando conforme vai aumentando a temperatura (100°C = 138.51k ohm). Logo, o ponteiro da temperatura é um ohmímetro calibrado para temperaturas! O mesmo vale para o indicador de nível de combustível. A bóia elétrica varia a resistência conforme o nível de combustível! Só falta eu saber quais são os valores máximo e mínimo para eu poder adaptar á bóia do fusca.
      Alguém sabe que tipo de sensor é o sensor de temperatura dos carros?
      Valeu as dicas Fusca64!!! Obrigado!!!!!!
      São João do Polêsine - RS
      4ª Colônia de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul

      Comment


      • #4
        Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

        Postado originalmente por glcallegari
        Eu não consegui nenhum sensor ainda, mas você me deu uma idéia para testar os ponteiros da temperatura e da gasolina! O pino 5 é o positivo da gasolina, e o pino 8 é o positivo da temperatura! Ligando um potenciômetro entre esses pinos e o terra de sensores (pino 7) fiz com que os ponteiros da gasolina e da temperatura se mexessem. Mas eu creio que a resistência do ptenciômetro que usei não era muito adequada (até 100k ohm)! Pois mexeu e logo voltou para o começo da escala! O aviso que fica piscando é do nível do líquido de arrefecimento (ítem 6 do arquivo Polo classic 2k Warning lamp symbols in dash panel insert.pdf), que é o pino 22, mas aterrando ou colocando uma tensão positiva nele ele não parou de piscar!!!
        Pelo que percebo, o sensor de temperatura deve ser um PT100, ou algo parecido, pois é um sensor que altera a resistência conforme a temperatura! Os do tipo PT100, medem 100k ohm a 0°C e a resistência vai aumentando conforme vai aumentando a temperatura (100°C = 138.51k ohm). Logo, o ponteiro da temperatura é um ohmímetro calibrado para temperaturas! O mesmo vale para o indicador de nível de combustível. A bóia elétrica varia a resistência conforme o nível de combustível! Só falta eu saber quais são os valores máximo e mínimo para eu poder adaptar á bóia do fusca.
        Alguém sabe que tipo de sensor é o sensor de temperatura dos carros?
        Valeu as dicas Fusca64!!! Obrigado!!!!!!
        a boia talvez de certo com a boia da brasilia ou a da kombi antiga que é igaul as dos fusquinhas antigos, com a própria boia da para fazer o teste, positivo no marcador negativo no marcador e negativo na boia e sinal da boia para o marcador , da para fazer usando uma fonte 12v , ai é só mexer no braço da boia que ele vai ter que se mecher tambem blz., o sensor usa um de temperatura de agua do passat antigo ou outro ap.
        Abraço e boa sorte !!!
        Digão Osasco S.P

        Para que Aviões e Helicopteros se Podemos Voar Baixo!!!!!!!!!!

        Comment


        • #5
          Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

          Essas bóias provavelmente não funcionarão corretamente! Pois é necessário a resistência exata para o ponteiro funcionar corretamente! O mesmo vale para o da temperatura, mas para teste, talvez daria! Eu aqui onde moro não tenho acesso fácil a essas peças! Estou tentando testar usando potenciometros. Hoje tentei usar um potenciometro de 200k ohm e outro de 1M ohm! Variei para um lado, e para o outro e não deu nada! Outro dia eu tinha encostado um de 100k ohm e o ponteiro mexeu, mas depois não mexeu mais! Só quando eu ligava o painel.Vou pesquizar nos catálogos e no Elsa WIn como é o sensor de temp. e a bóia do tanque de combustivel para ver se descubro mais detalhes de funcionamento.
          Obrigado Fusca64 pelas dicas!
          São João do Polêsine - RS
          4ª Colônia de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul

          Comment


          • #6
            Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

            Blz glcallegari, então geralmente as boias dos carros mais novos tem a mesma resistencia, alternado em sua maioria os conectores tamnhos etc..... mas da para vc tanter testar com uma fonte 12v de regulagem de 1.5v a 12v, vc vai almenteando aos poucos a vt para acompanhar o movimentos dos ponteiros , fiz um teste com uma boia e uma lampada 12v capa cidade de luz 5w ,de um lado p+ e do outro negativo interrompido pela boia, ao mexer na haste da boia a lampada ia acendendo aos pocos com forme a posição da haste, ou seja tamque cheio luz forte ,medio luz media, vazio luz deligada, bem talves de uma nova ideia para testar .

            Quanto ao sensor,cuidado porque nestes carro com IE , tem 2 tipos de sensor, o de temperatura do liquedo do motor para o painel e outro temperatura do liquedo do motor para a IE,em alguns casos tem a mesma resistencia mas em outros são bem diferentes, o da IE tambem muda se o carro for flex.
            bem boa sorte, se me lembrar de mais algum detalhe te dou um toque
            Digão Osasco S.P

            Para que Aviões e Helicopteros se Podemos Voar Baixo!!!!!!!!!!

            Comment


            • #7
              Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

              Aqui tem um tutorial de como adaptar um painel de gol G3 em um gol quadrado:
              http://www.golquadrado.com.br/instal...-quadrado.html
              São João do Polêsine - RS
              4ª Colônia de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul

              Comment


              • #8
                Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

                No caso do marcador de combustível para funcionar corretamente aconselho o que fiz uma vez no G3, peguei a bóia original do Fusca e original do G3, arranquei no do Fusca o sistema aproveitando a carcaça e peguei a resistência do original do G3 e adaptei, regulei a altura da bóia e pronto funcionou corretamente.
                No sistema de velocímetro comprei o sensor magnético que fica no disco e outro na pinça e deu certo, mas não está com precisão.
                Espero que tenha ajudado.


                Obs. Não utilizo este painel e nem do G3, somente fiz a adaptação para um amigo.




                .

                Comment


                • #9
                  Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

                  No outro forum de fuscas tem um topico que fiz sobre adaptar o painel do GOL G3 no fusca.

                  O painel do Polo tem a mesma pinagem, entao acho que vc nao deve ter maiores problemas.

                  Tem umas fotos do painel do polo tambem.. Dá uma fuçada por lá..

                  http://www.forumfuscabrasil.com/index.php?topic=2161.0

                  Sds

                  Odair
                  Projeto German Look 80% ||||||||||||...... trabalho de formiguinha
                  VW Fusca 1986 2.2
                  Megasquirt V2.2
                  Radiador de oleo Flex´o´Lite
                  Modulo Iginição MSD
                  Discos Powerbrakes

                  http://www.fusca4ever.com.br/showthr...-no-clã/page7

                  Comment


                  • #10
                    Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

                    Postado originalmente por Odair Teixeira
                    No outro forum de fuscas tem um topico que fiz sobre adaptar o painel do GOL G3 no fusca.

                    O painel do Polo tem a mesma pinagem, entao acho que vc nao deve ter maiores problemas.

                    Tem umas fotos do painel do polo tambem.. Dá uma fuçada por lá..

                    http://www.forumfuscabrasil.com/index.php?topic=2161.0

                    Sds

                    Odair
                    Lí sua postagem sobre o painel, mas vc conseguiu resolver o fator do velocimetro marcar com precisão????


                    .

                    Comment


                    • #11
                      Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

                      bom,os sistemas de velocimetros detes carros geralmente fazem a leitura atraves do cambio,por isso os fios não são tão compridos, já no fusca o sistema é ligado a roda,que acaba sendo um pouco maior, neste caso teria que se aumentar os fios,ai e que entra o problema dependendo da imenda que se faz para aumentar o fio,pode acabar criando uma certa resistencia que influencia direto no marcador, outra coisa é que para se aferir corretamente o velocimetro neste caso teria que se usar o mesmo espaço de tempo de leitura do original, por exemplo um circulo grande e um pequeno girando a mesma velocidade, a quantidade de voltas do circulo grande vai ser menor que a do pequeno, então se vc tem um marcador de giro trabalhando em um circulo pequeno, e o coloca em um grande ele vai marcar errado pois o tempo de sinal do sensor vai aumentar ..Ufa heheh deu para entender?
                      Bom espero ter ajudado boa sorte com o projeto
                      Digão Osasco S.P

                      Para que Aviões e Helicopteros se Podemos Voar Baixo!!!!!!!!!!

                      Comment


                      • #12
                        Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

                        Postado originalmente por Odair Teixeira
                        No outro forum de fuscas tem um topico que fiz sobre adaptar o painel do GOL G3 no fusca.

                        O painel do Polo tem a mesma pinagem, entao acho que vc nao deve ter maiores problemas.

                        Tem umas fotos do painel do polo tambem.. Dá uma fuçada por lá..

                        http://www.forumfuscabrasil.com/index.php?topic=2161.0

                        Sds

                        Odair
                        A pinagem é totalmente diferente! Eu conferi! O Painel do Gol G3 tem apenas 1 conector apenas alguns pinos coincidem, por exemplo o pino 5, que é do combustível, e o 8 que é da temperatura. Mas o pino 3 é diferente! No G3 é +12 ignição no do Polo Classic 2001 é Velocímetro saida, conforme anexos postados anteriormente! o do gol GTI tem 2 conectores mas a pinagem é diferente também! (vide link postado acima.)
                        São João do Polêsine - RS
                        4ª Colônia de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul

                        Comment


                        • #13
                          Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

                          Tenho algumas novidades!
                          Testei o painel com um osciloscópio e um gerador de funções e obtive resultados interessantes:
                          No conector azul, os pinos 6, 10, 16, 21, 25, 29, 31 e 32 possuem 12Vcc entre esses pinos e os pinos terra (7, 9 e 24). A maioria deles quando aterrados ligam ou desligam alguma luz (mais detalhes vejam os arquivos anexos em PDF). No conector verde, os pinos 15 e 32 também tem 12Vcc entre estes pinos e os terras.
                          Liguei o pino 11 (azul) num gerador de funções para ver se o tacômetro estava funcionado. Coloquei uma função de onda quadrada de 2Vpico com off set de 1Vcc para que ficasse com apenas pulsos positivos. O tacômetro funcionou como o esperado. colocando 66Hz marcou quase 2000 giros (lembrem-se que são 2 pulsos por volta, então 33Hz x 60 = 1980. 33Hz seriam 33 voltas por segundo. Para transformar em RPM, basta multiplicar por 60, pois há 60s em 1min.).
                          O estranho é que os pinos 5, 8, 22 do conector azul e o pino 21 do conector verde emitem pulsos a cada 12,5ms, ou seja 80Hz e a duração do pulso é cerca de 0,4ms, e a intensidade desse pulso é de 4,25V positivos. e esses são os pinos dos sensores! Portanto não basta simplesmente ligar os sensores diretamente nesses pinos. Pois acredito que deva ser um sinal para a central eletrônica do carro interpretar.
                          O pino 10 azul, quando aterrado, depois de alguns segundos apita um alarme e liga a luz do óleo. Desconectando do terra o alarme para e a luz volta a apagar-se.
                          Para adaptar o sensor de velocidade, pedi para um torneiro mecânico amigo meu para confeccionar um adaptador, conforme fotos abaixo:


                          Vista do conector do sensor de velocidade


                          Vista lateral


                          Visão do outro lado do sensor, onde vai conectado o cabo.


                          Conector do sensor, retirado de um gol na sucata.


                          Conector de lado.


                          Conector com o sensor.


                          Anel com rosca externa confeccionado no torno.


                          Vista lateral do adaptador.


                          Aqui tá o segredo da coisa: É uma barra cilíndrica que vai dentro do adaptador com rosca. Na próxima foto acho que vai dar para entender.


                          O mesmo cilindro visto de cima. Notem o furo quadrado! Foi feito com uma broca quadrada! Hahahahahahahahahahaha!


                          É assim que funciona um dentro do outro! Pois tanto o cabo do velocímetro quanto o sensor de velocidade, possuem uma barriha quadrada (desconectem o cabo do velocímetro do seu Fusca para quem ainda não entendeu, entenderá!).


                          Aparato visto de cima (o sensor não é pequeno não! A minha mão que é enorme!). Nesta ponta vai encaixado o cabo do velocímetro como pode ser visto na próxima foto.


                          É só encaixar.


                          E depois rosquear...

                          Pronto! Está instalado o sensor de velocidade no cabo do Fusca sem muitos problemas! Qualquer bom torneiro mecânico pode fazer essas peças para você! Só o furo quadrado é mais complicado, pois precisa-se de uma broca quadrada! Hahahahahahahaha
                          Falando sério Faz-se um furo normal e depois usa-se uma lima quadrada para ficar assim! Hehehehe!

                          Bem menos complicado do que o nosso amigo Fusca64 falou acima. Assim não vai ter problema de resistência nem de funcionamento!

                          Tentei ligar o sensor de velocidade no painel, mas não funcionou! Testei esse sensor, e o mesmo está estragado. Vou ter que comprar outro! Tentei ligar o pino 28 azul no gerador de funções, mas não deu resultado, nem se mexeu! O ponteiro só se mexe se eu der uma encostada no terra ou no pino 3 azul.
                          A propósito, este sensor de velocidade deve ser do tipo hall. Existem 3 tipos básicos: os magnéticos (ou de relutância variável) , que usam apenas 2 pinos e a velocidade é proporcional a tensão e a freqüência de pulsos.
                          Os ópticos, que possuem 3 fios e a velocidade é proporcional a quantidade de pulsos por volta.
                          E o mais comum é o de efeito hall (parecido com o sistema de distribuição com sensor de efeito hall), de 3 fios cujo no caso deste meu, que é de gol G3 o fio do meio é o fio de sinal e os dois laterais vão ligados na bateria e no terra, e também a velocidade é proporcional a quantidade de pulsos por volta. Que no caso deste meu, é de 6 pulsos por volta. Para testar este tipo de sensor, basta alimentá-lo com 12V e com um multimetro medir a tensão entre o fio de sinal (amarelo ou do meio) e o terra, e conforme vai girando o sensor, deve marcar 0 e 12, 0 e 12, e assim por diante.

                          Outra coisa são os pinos 19 e 20 verde (CAN high e CAN low) possuem um sinal digital na saída (identificado por pontos e traços na tela do osciloscópio). Não sei para que servem esses pinos.

                          Os sensores estão me dando dor de cabeça! Não sei como fazer! Não dá para colocar direto! Pois os pinos emitem pulsos conforme descrito acima. Tem que ter uma central que envia os dados para mostrar corretamente alguma coisa. Ou então abrir o painel e modificar o circuito para que possam ser diretamente ligados.

                          Valeu a ajuda e o apoio aí pessoal! Quando eu tiver novidades eu posto de novo.[IMG]chrome://foxsaver/skin/icons/fsHide.png[/IMG] Play by FoxSaver®

                          [IMG]chrome://foxsaver/skin/icons/fsHide.png[/IMG] Play by FoxSaver®

                          São João do Polêsine - RS
                          4ª Colônia de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul

                          Comment


                          • #14
                            Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

                            Este sistema que vc fez para o cabo do velocímetro eu também fiz e não deu certo, marca com muito erro, por exemplo, quando marcava 25 km/h na realidade tinha que marcar 50 km/h ou ainda quando marcava 60 km/h na realidade era 100 km/h, então desisti desta forma, sendo o único meio perto da realidade foi o magnético que instalei que ainda não é real, mas chega perto.


                            .

                            Comment


                            • #15
                              Re: Ajuda para adaptar um painel de Polo Classic 2001 no Fusca

                              Postado originalmente por marcus
                              Este sistema que vc fez para o cabo do velocímetro eu também fiz e não deu certo, marca com muito erro, por exemplo, quando marcava 25 km/h na realidade tinha que marcar 50 km/h ou ainda quando marcava 60 km/h na realidade era 100 km/h, então desisti desta forma, sendo o único meio perto da realidade foi o magnético que instalei que ainda não é real, mas chega perto.


                              .
                              Claro né meu amigo! Você precisa levar o painel para calibrar! Há um cálculo com o tamanho do pneu e o número de pulsos por volta que um sensor dá, resultando em um fator de correção! Com esse fator o cara especializado em painéis vai ligar um aparelhinho no painel para entrar com esse fator de correção e então o velocímetro irá marcar certinho! Não tem erro! O painel digital é um computador! É só acertar o programa que vai dentro dele!
                              São João do Polêsine - RS
                              4ª Colônia de Imigração Italiana do Rio Grande do Sul

                              Comment

                              Working...
                              X