Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Baixar a frente do fusca 1300l 75

Collapse
X
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Baixar a frente do fusca 1300l 75

    Tenho um fusca 1300l 75 todo original e estou precisando trocar os rolamentos do braço da suspensão dianteira. Queria aproveitar a desmontagem e colocar um kit freio a disco e um par de mangas rebaixadas, mas tenho medo de ficar muito baixo, pois ando em estradas de terra. Tambem estou com medo das rodas rasparem no para-lama. Não quero colocar catraca nem tirar feixes.Estava olhando alguns videos do Tonella e num dos videos(Fuskatia 26) ele coloca junto com as mangas um par de amortecedores com mola da empi,que tem regulagem na mola, podendo assim deixar o fusca um pouco mais alto.Seria essa a melhor opção para mim? Em relação as mangas, estou pensando em pegar Old`72. Alguém já usou? Em relação os rolamentos e buchas do braço da suspensão, o que me dizem em substituir por buchas de poliuretano?
    Last edited by EMERSON ALEX; 24-11-2016, 04:04 PM.

  • #2
    Quais rolamentos você se refere ? Os rolamentos das mangas de eixo ? Disse suspensão, mas no 1300L são usados é pivot, e não rolamentos. No 1300STD temos buchas na suspensão. Também não entendi o que quer colocar de PU. Borrachas de estabilizador ? Ou as bolachas do facão ? Mas facão já está é na traseira.
    Me parece um contra-senso abaixar um carro que é usado na terra. Fusca foi feito prá isso, e ele está mais que adequado à esse uso com a suspensão do jeito que tá.
    Freio a disco ? Você terá praticamente a mesma potência de freio com o disco ou tambor. Depois que proibiram o uso de asbestos nas guarnições, lonas e pastilhas passaram a durar uma enormidade, quase não há diferença. Antes lonas duravam bem mais. A diferença maior é que com o disco, você terá melhor ventilação e trabalhará com o freio mais frio. Soma-se que ele seca mais rapidamente também, quando se atravessa uma poça d'água maior ou numa travessia de rio, por exemplo. Tenho três carros com freio exclusivamente à tambor, e dois deles atravessam rios com frequência. Como sei que os freios demoram um pouco a secar, tomo maior cuidado após uma travessia e faço procedimentos para ele secar mais rápido. Ou seja, rodo um pouco após a travessia com o pé de leve no freio, mesmo se for uma subida. Nunca tive problema algum. Pondere se vai passar por situações em que o freio será altamente exigido, que aquecerá em demasia, e tome sua decisão. Lembre-se que não está em um carro de pista.
    Com um carro bonito desse jeito como o seu, eu faria só o que fosse necessário para ele ficar altamente confiável, pronto para o que der e vier. Faria um motor melhor também, caso o dele acabasse e necessitasse de retífica. Pode ter certeza que ele valerá mais assim, falo por experiência própria.
    Caso queira um carro para fuxicar, arruma um não tão inteiro como esse seu. Ai sim, fura painel, enche de instrumentos, troque bancos, troque freio, forração, rebaixe a suspensão (carro rebaixado é taaaão desconfortável... E olhe que o Fusca já é bem durinho original). Fuxique no motor, troque carburador(es), turbine, instale uma injeção.
    De mais a mais, repito sempre: O carro é seu, faça o que te der prazer que a morte é certa. E se tiver coçando muito para abaixar a frente, instale essas mangas com o centro baixo, pois assim você não altera nada no curso da suspensão. E fica facilmente reversível caso você se arrependa das modificações, notando a frente bater em pedras e na terra, por menor que seja a vala a ser atravessada. Eu mudei só estética no meu carro, eu era novo, queria diferente. Pintei frisos, emblemas, tirei calotas, retirei os frisos dos vidros, troquei lentes. Me deu um trabalhão para voltar à trás, mas voltei.
    Last edited by WalterJunior; 24-11-2016, 05:30 PM.
    Walter Júnior - Belo Horizonte/MG
    Idelgiro-Fuscão 1500-1971
    www.waltergjunior.com

    Comment


    • #3
      As buchas que falei são as que vão ali onde esta marcado na imagem. A frente queria baixar um pouco, só pra deixar igual a traseira. Só tirar um pouco do vão entre o para-lama e a roda.Nada demais.
      Com o freio a disco não ficaria melhor? Pois daqui a pouco vou precisar abrir o motor, que esta começando a apresentar folga no virabrequim, e estava querendo dar uma leve mexida nele, um comando,dupla carburação,coisa leve.
      Esse fusca está bem inteiro e original. E quero deixa-lo assim. Apenas queria dar uma melhorada no motor e melhorar suspensão e freios para acompanhar o motor. Um fusca pra pega uma rodovia nos finais de semana.
      Last edited by EMERSON ALEX; 24-11-2016, 08:59 PM.

      Comment


      • #4
        Ah ! Isso são os guarda pó do eixo. Não fazem esforço, não apoiam nada. O apoio no seu carro, um 1300L é feito com rolamentos de agulha. No 1300 STD são com buchas, mas essas vão por dentro. Não vejo necessidade de se gastar PU ai. Isso dura demais, é só comprar de boa marca. Como originais VW são difíceis, uma Sabo vai fazer o mesmo papel. Vou te contar uma: Precisei de uma coifa do semi-eixo. Achei um tanto de porcaria, mas achei a Sabó no centro de B.Hte. Eram 26,00 cada, e eu ainda tinha que buscar.

        Como eu ia trocar, e aquilo estava rasgado há tempos, podia pedir na internet. Ficou por 24,00 cada, Sabó, entregues aqui na porta de casa. Se a peça pode esperar um pouco, internet nela. Aliás é muito pouca coisa que compro sem consultar na internet. Coisas de todo tipo.

        O freio a disco vai ser melhor sim, mas dentro do que eu te falei ai em cima. E considerando que o Fusca é extremamente leve, não vai dar diferença objetiva alguma para um carro de uso diário como o seu. É o meu caso também. Mas se seus tambores estão ruins tendo que trocar, os burrinhos (cilindros) já vazando, pode sim olhar um à disco, pois a diferença de preço na troca será bem menor. Trocar por trocar, e ficar com quase a mesma coisa, e deixando peça boa encostada no galinheiro é besteira, concorda ? A não ser se tiver fazendo um carro inteiro, uma reforma alterando um tanto de coisa. Mas ai cai no caso do outro Fusca conforme também te falei ai em cima.

        O mexer no motor gostei demais. Adoro quando as coisas acabam no serviço, e a gente arruma deixando melhor que era.

        Já o caso de mexer em suspensão e freio "para acompanhar o motor", vai depender do que você quer para o motor, e para o carro também. Vai depender do que quer gastar também. Mas colocar um motor muitíssimo forte em um carro de uso, que pega estradas de terra com desenvoltura, não é idéia muito sã. Mas fazer um motor esperto, que faça desaforo com mais de 60% dos carros que estão nas ruas, isso é prá lá de bom demais. É exatamente o que eu quero para o meu carro. Um motor esperto, mas mantendo a aparência externa exatamente original. Isso é limitação, eu sei. O mesmo motor com uma boa dupla daria a mais uns 20cv ou até mais. É esse meu projeto e pronto. Mas para meu propósito com o carro vai dar e sobrar motor. Estimo uns 70 a 75cv, e uns 15 a 16 Kgm de torque. Com isso não vejo necessidade de rebaixar meu carro, e nem de mexer em freio além de deixá-lo rigorosamente em ordem, como sempre foi.

        Tem um outro tópico no Forum, recente, do Angelo, lá do ES. Ele quer deixar o 1300 esperto, e econômico. Não sei se é o seu caso, mas dá uma olhada e uma pitaqueada lá:


        http://www.fusca4ever.com.br/forum/s...-bebe-gasolina
        Last edited by WalterJunior; 24-11-2016, 11:12 PM.
        Walter Júnior - Belo Horizonte/MG
        Idelgiro-Fuscão 1500-1971
        www.waltergjunior.com

        Comment


        • #5
          Tem esse outro tópico, também recente, com o pessoal discutindo sobre a melhora de um 1300:

          http://www.fusca4ever.com.br/forum/s...r-1300l-duvida
          Walter Júnior - Belo Horizonte/MG
          Idelgiro-Fuscão 1500-1971
          www.waltergjunior.com

          Comment


          • #6
            A minha ideia também é essa, um motor esperto, mas mantendo a aparência externa como tu falou. Uns 70, 75 cv ficaria show. Tu acha então que para um motor assim não precisaria mexer na suspensão e freios?
            As buchas que falei são essas da imagem. Elas substituem os rolamentos.

            Comment


            • #7
              Motor de 70 a 75 cv é só com 1600 gasolina + comando 276 + dupla carburação + escape 4x1 esportivo (o de puma NÃO serve). Parece pouca cavalaria né.. mas não se prenda a números! Estes 70 cv no fusca é coisa pra caramba!! Deixa muita gente grande no chinelo!!! Fica tão bom que você passa a ter raiva até dos fuscas mal acabados que prendem o trânsito..
              (estou falando daquelas mierdas mal cuidadas, sem farol, paralamas podres e arregaçados, escape todo furado, fumando horrores, etc que queimam a imagem dos fusqueiros)

              Sobre a suspensão, esquece esse lance de bucha disso ou daquilo. Vai no padrão original e boa! Isso é pra quem anda com 150 cv pra cima e só curte o carro no final de semana. ;)

              As mangas recomendo o Sansão Campos pois elas não jogam as rodas pra fora e ele ainda faz na altura que você precisar. Essas da Old72 e da EMPI rebaixam 7 cm, é muita coisa, além de jogar a roda pra fora quase 1 cm, fazendo os pneus pegarem nos paralamas! Aí a brincadeira vai ficando cara pois tem que encurtar quadro e etc. Pega as mangas do Sansão Campos. ;)

              Freio à disco tanto faz. Pra 70 cv não faz diferença. Acima disso já é bom instalar os discos dianteiros. Uma boa revisão e renovação do seu próprio freio já fica top! Monta com cilindro moderno e faz linha cruzada, em diagonal, igual à todos os carros modernos. Sei lá.. uma coisa vai puxando a outra e a brincadeira vai ficando cara. hehe!

              Revise o seu original e boa!

              Abraço!

              Comment


              • #8
                Nunca tinha visto isso não, e é uma idéia boa. Se eu fosse montar isso, compraria preta, e se num achasse, faria as buchas pretas. Meu Jeep tem buchas na suspensão em PU, vermelho e na Rural são pretas. Todas eu quem fez. Mas te dou certeza que os rolamentos são infinitamente superiores em vida útil à essa buchas. Meu carro tem 45 anos, e mais de um terço de milhão de Km rodados. Nunca trocou esse rolamentos. As buchas de PU podem até fazer a suspensão mais macia, isso acredito, mas mesmo lubrificado com a graxa do eixo, o PU não vai durar nada perto dos rolamentos. Acredito que essas buchas sejam uma muito boa no caso de folga entre os rolamentos e o eixo do braço da suspensão. Ai sim, aproveita-se mais um pouco o braço.
                Quanto à mudanças pela melhoria do motor depende. Se for prá fazer cabeludagem desatinada, até com o 1300 você vai precisar mudanças. Ele num anda muito, mas de bico prá baixo, com o pé embaixo e a curva chegando, o 1300 vai te dar trabalho. E vai pedir freios, pneus e suspensão melhores que a que tem, para conserguir fazer a curva. Vai depender do seu jeito de dirigir. O Fusca original trabalha muito bem em estrada com velocidade em torno de 100 Km/h. Claro que se a curva for mais apertada tem que diminuir um pouco, mas isso vai acontecer com qualquer carro. Só que com o motor com mais torque, você vai fazer curva melhor também. Pisa, ele atente melhor, e nisso segura na curva.
                O meu carro vai ficar original, até virar herança. Se depois quiserem abaixar, cortar, vender, atear fogo, num vou falar nada, né ? Mas os meninos tem idéia boa, e tenho um projeto de comprar um Fusca Azul Pavão para meu menino. Num quero original, esse é prá furar painel, mudar banco, volante, tudo que tiver direito. E Fusca prá fazer isso é facinho de achar. Difícil é um original, sem mexeção, por isso eles tem maior valor agregado.
                Motor do jeito que está falando, mexido "original" é difícil de se arrumar receita. O carburador simples é o maior gargalo. Estou passando por isso, mas já defini a maioria dos pontos. Normalmente num motor mexido mexem mesmo, trocando carburadores, turbinando, ou seja, mudando a configuração externa toda.
                Walter Júnior - Belo Horizonte/MG
                Idelgiro-Fuscão 1500-1971
                www.waltergjunior.com

                Comment


                • #9
                  Agora associei os nomes:Walter junior da faustina.Gosto muito de ler sobre seus passeios de rural,pena que desde fevereiro de 2015 pra cá não teve mais relatos...

                  Comment


                  • #10
                    Uai ! Já tinha achado as histórias ?
                    A última viagem mesmo foi há um ano, onde agarrei a Faustina lá na beirada do Canion do Travessão. A última história que coloquei foi em 12/2015, sobre o Chico. Viajamos este ano para Carmópolis de Minas e Campo Belo nela, fora alguns passeios para Sabará, Morro Vermelho, e nas proximidades daqui. Agora mesmo estamos saindo para almoçar em Pompeu/Sabará. Os passeios pequenos não tem novidade, e tem história demais de Carmópolis e Campo Belo, então fica muito repetitivo. Tem também que nunca escrevi uma história sem o Chico, e sem ele te confesso que ficou mais difícil escrever.
                    Outra é que viajei no Fuscão esse ano. Tinham uns 25 anos que ele não viajava, e no aniversário de 45 anos dele, fomos eu e meu menino para Campo Belo. Repeti a viagem sozinho no início desse mês. Segue a história da viagem do Fuscão em 06/2016, no aniversário dele. Escrevi e mandei para os amigos sem colocar na página, pois as histórias da página são do Edwaldo e da Faustina. Mas estou pensando e misturar isso tudo, e começar a colocar viagens do Fuscão, e assuntos de manutenção de Fusca em "Dicas". Esse papo de fora de tópico é meio bobagem, pois na lista da Rural o pessoal gostou da história do Fuscão, como não poderia deixar de ser. E de mais a mais todos são carros, e carro que a gente gosta.
                    Segue a historinha do Fuscão. Vai sem as imagens mesmo, o que faz ficar mais pobre a história. Fico devendo, pois estou saindo agora prá Sabará. De Faustina...


                    Sábado passado, 25/06 foi aniversário do meu carro, do Fuscão. Já na terça-feira eu e o Zequinha regulamos as válvuas, platinado, e ponto de ignição. Na quarta-feira fomos trocar um par de pneus dele, que já tinha uns dois anos que estava precisando. Dois anos parece muito, mas o Idelgiro tem rodado muito pouco, uns 4.000 Km/ano no máximo.
                    Pneus todos novinhos, motor reguladinho, vamos testar. Saímos só eu e meu companheirinho de 5 anos de idade, no dia do aniversário do Fuscão, e fomos à Campo Belo. Era a primeira vez que o Zequinha viajava nele, pois só em Campo Belo já havia uns 25 anos que ele não ia lá, com esse negócio de viajar só de Jeep, Rural e carro baixo da Rose.
                    A desculpa maior era levar o Salomão, um galinho do Artur para morar lá na Roça. Chegamos lá pelas 10 da manhã, rodamos café no terreiro, mexemos no galinheiro. Estavam juntos a Eliana, Dolores, o Tonho do Osmindo, Tereza, e após o almoção verifiquei as iscas de abelha Jataí colocadas em abril, e mesmo não sendo época propícia, já tem uma colmeia se desenvolvendo em uma delas, que trarei prá casa da próxima vez que for lá. O Artur quase se mudou para o galinheiro, brincando e carregando galinha prá lá e prá cá. Acho que elas adoram quando viram hoje cedinho o Fuscão indo embora. A noite, eu e o Zé Tadeu tomamos a nossa de praxe. Eu e ele conversando e bebendo. Toda hora era uma homenagem à um dos nossos que já se foram, e matávamos as saudades com prosa e golo. O Zé é um caboquinho de primeira, mais que meu primo, mais que um irmão. Companhia que faz falta, e que eu lembro sempre, todo dia.
                    Domingo junta o Artur e a Camila, sobrinha da Eliana, brincando o dia inteiro. Numa hora me rola na lama juntamente com ela, e virou uma lambreca só. Achei ruim, virando para trás e rindo com a Tereza, com o peito cheio de orgulho. Até inventei, em tom de “não faz isso” deles rolarem na casca de café que se amontoa ao lado da máquina que limpa e classifica os grãos. Foi na hora, e me enchi de orgulho novamente, e me arrependi de não ter começado uma guerra de esterco de vaca, os novinhos, verdinhos e molinhos. Quente, de preferência, que nem as guerras que fazíamos eu, Zé Tadeu e Didi quando desse tamanho. Mas ele teve que aguentar um banho de mangueira frio, para tirar o grosso e ter condição de entrar embaixo do chuveiro, e pegou o boi com chifre e tudo quando D.Maria veio com água morniha, achando ruim de eu dar banho frio no menino.
                    Hoje cedo, despedimos do Zé e Eliana, D.Maria e Camilha, que foram embora na frente. Fui com o Artur ao curral, despedir da “Nestlé”, que conforme a idéia do Artur, se chamará “Linda” quando virar vaca. Despedimos do Eugênio, o retireiro, fomos ao paiol pegar 3 espigas e debulhar para as galinhas, despedindo também do Salomão. Montamos no Fuscão e voltamos, fechando uma viagem inesquecível. Acho que as galinhas adoraram quando viram o Fuscão indo embora.
                    Saldo da viagem: Momentos bons demais da conta, que ficarão na lembrança. E a certeza que o valente Idelgiro, agora com 45 anos e 334500 Km nas costas, e um motor com 150.000 Km rodados, voltará lá mais vezes, pois os 14,43 Km/l que ele deu faz dele o carro mais econômico que temos.
                    Até a próxima, obrigado à todos por tudo.
                    Júnior

                    .











                    Walter Júnior - Belo Horizonte/MG
                    Idelgiro-Fuscão 1500-1971
                    www.waltergjunior.com

                    Comment


                    • #11
                      Postado originalmente por Delriobr Ver Post
                      Motor de 70 a 75 cv é só com 1600 gasolina + comando 276 + dupla carburação + escape 4x1 esportivo (o de puma NÃO serve). Parece pouca cavalaria né.. mas não se prenda a números! Estes 70 cv no fusca é coisa pra caramba!! Deixa muita gente grande no chinelo!!! Fica tão bom que você passa a ter raiva até dos fuscas mal acabados que prendem o trânsito..
                      Abraço!
                      Esse treim de potência é bem controverso, pelas normas e formas que se apura ela. Corremos o risco de falar da mesma coisa em línguas diferentes.
                      O SI usa potência líquida, que nem a DIN-Norma da Indústria Alemã, numa tradução literal. A acredito que a norma do SI foi toda baseada, ou até copiada da DIN. Para assunto de potência de motor à combustão interna e mais um monte de outras coisas. Ela considera o motor montado, com todo a arranjo para funcionar no carro. Por isso dá sempre menor em termos numéricos.
                      A SAE-Normalização da Engenharia Americana, traduzido no pé da letra também. Essa considera a potência bruta, o motor puro, com o arranjo para o motor funcionar todo feito por fora, o que faz desconsiderar um tanto de perda que o motor precisa para funcionar no carro.
                      Essas duas ai em cima são feitos os ensaios com o motor fora do carro, em um dinamômetro.

                      Ai vem o dinamômetro de rolo, que mede a potência no carro, com tudo funcionando. Ai leva em conta as perdas da transmissão, desde o disco de embreagem até a pontinha da roda, e também o atrito dos pneus. Essa é uma potência efetiva, a que você tem com o carro andando na rua.

                      As planilhas do Marcelo Vader fornecem potência na norma DIN, ou no SI. Não tem uma conversão correta, pois depende das perdas de motor para motor, em bomba d'água, ventilador, ventoínha, gerador, e segue por ai. Mas até lá pelos 80 CV, num Fusca, a SAE fica em torno de 7 a 10cv a mais que a DIN.

                      O que eu estou estudando e tentando é que meu projeto dê em torno de 70 a 75cv DIN. É coisa demais, considerando que o motor careta do meu Fuscão tem mais ou menos 50cv DIN, e faz graça até demais para o tamanho dele.

                      Pela planilha do Marcelo Vader, a configuração que coloquei e que usa o W100, dá em torno de 98cv na rotação que o carburador vai limitar o motor. E são 98 cv DIN, cavalos alemães como chamavam nas pistas há 40, 50 anos atrás. Considerando demais perdas e mais as que as limitações que o projeto impõe, e se trabalhando muito bem cabeçotes e válvulas, e demais ítens que se tem direito, não é impossível de se conseguir os 70/75cv, mesmo com um carburadorzinho só.
                      Last edited by WalterJunior; 27-11-2016, 12:22 PM.
                      Walter Júnior - Belo Horizonte/MG
                      Idelgiro-Fuscão 1500-1971
                      www.waltergjunior.com

                      Comment


                      • #12
                        Valeu ai galera pelas dicas. Vou pensar mais um pouco. Segue ai mais algumas fotos do fusquinha. Qualidade de imagem da câmera não é das melhores.

                        Comment


                        • #13
                          Eu tinha visto ele branco. Mas é Beje Alabastro. Meu 1300 STD 76 era dessa cor, que gosto muito.
                          Aliás, gosto das cores de qualquer carro mais velho. O Verde Angra, Verde Hippie, Azul Pavão que eu não gostava, hoje adoro, muito mesmo. Tenho um carro Verde Angra Ford/74. Eram muitas opções naqueles bons tempos, e lembro que a GM em 81/82 oferecia dois tons de beje para os carros. Dois, só de beje. Hoje temos duas opções também: preto e prata...
                          Walter Júnior - Belo Horizonte/MG
                          Idelgiro-Fuscão 1500-1971
                          www.waltergjunior.com

                          Comment


                          • #14
                            Entendo a dificuldade de escrever sem o Chico...
                            Tuas histórias são maravilhosas,adoro lê-las ,me transporto pros lugares que vocês foram.
                            Recebi um convite para conhecer Minas Gerais e em breve vou conhecer mais desta maravilhosa terra e sua gente.
                            Coloca lá amigão na sua página tenho certeza que a mescla de carros vai dar certo.
                            Um grande abraço de um ser que adora suas histórias.

                            Comment

                            Working...
                            X